Reconhecimento de voz para Windows?

Pessoal, faz um tempo que não escrevo no blog, mas talvez hoje eu tenha uma ótima notícia para quem o acompanha: reconhecimento de voz no Windows!

Estou há muito tempo tentando descobrir uma opção de software de reconhecimento de voz para Windows para aliviar as minhas dores no ombro, mas não tive sucesso até ontem, quando li esta mensagem da Sheila Gomes,  acompanhando uma comunidade de tradutores no Facebook, em que compartilhava links tanto do Kevin Lossner quanto o do Jost Zetzsche:

Screenshot 2015-04-05 10.06.06

Depois de ler os links que a Sheila compartilhou, tive algumas ideias, como enviar a tradução de um texto por e-mail para mim mesmo (e, então, copiar e colar na CAT tool) ou até mesmo como mensagem pelo Facebook para mim mesmo. Não fiquei satisfeito ainda, porque queria pular o “intermediário”, ou seja, a etapa de usar e-mail ou Facebook.

Fiz alguns testes aqui em casa para saber como eu poderia melhorar este fluxo e efetivamente usá-lo no meu trabalho. Com as informações dos posts acima, até o momento, cheguei ao seguinte fluxo:

Conexão de Internet + Swype + Chrome Remote Desktop

Sobre as exigência para o fluxo de trabalho acima:

O Swype não é um software de reconhecimento de voz. Ou, pelo menos, não exclusivamente. Na verdade, ele é um tipo de teclado para Android em que o usuário desliza o dedo e ele escreve as palavras, Só que nele você também pode instalar o Dragon, que é a ferramenta de reconhecimento de voz em si. Durante a própria instalação, basta ticar em Dragon e está feito.

O Chrome Remote Desktop é um produto Google que permite acessar um computador a partir de um celular ou de um tablet depois de registrá-los, funcionando com um PIN escolhido pelo usuário. Confiram o funcionamento do Chrome Remote Desktop abaixo:

Tentei usar esse fluxo de trabalho longe do computador, mas como ainda não sei se é possível incluir comandos de teclado usando o Swype, acabou ficando mais fácil integrar o trabalho. A forma que funcionou melhor para mim foi trabalhar em frente ao computador e editar o que saísse errado pelo próprio teclado num texto vazio. Usei um projeto do memoQ vazio e sem pré-traduzir.

Por enquanto, acredito que o fluxo ainda está muito lento e não substitui digitar diretamente na CAT tool, mas resolvi compartilhá-lo para que mais pesssoas possam usá-lo e/ou fazer seus próprios testes, até chegarmos a um fluxo de trabalho eficiente e rápido — que, no final das contas, é o objetivo deste post.

PS: Este post foi ditado a partir do meu celular, um Moto X2, usando o fluxo que indiquei acima (e corrigindo, incluindo links e imagens pelo teclado).

Anúncios