Macaco de fogo, muro das lamentações e plexo solar

É dada a largada de 2016, o ano do macaco de fogo no horóscopo chinês!

Pelas promessas esotéricas, este é um ano de foco, de realização e de cortar as coisas que não são boas. Ladaínha pra alguns, convicção pra outros.

Quanto a mim, sou sempre da opinião hispânica de que “no creo en las brujas, pero que las hay, las hay”. Não acredito nem desacredito. É o que é.

Frio na barriga por ano novo, grandes mudanças pessoais, mas tentando me concentrar no que há de bom, ontem me deparei com um treco realmente muito chato.

Um hater.

Estava eu a zapear pelo feicebruik, naveguei por uma página de tradução e lá estava: comentários péssimos sobre um assunto que já nem deveria mais dar pano pra manga.

Sabe aquela curiosidade macabra que fez algumas pessoas verem as fotos do acidente dos Mamonas Assassinas? Poi zé, bateu e eu matutei:

— Que tipo de pessoa faz esses comentários?

E lá fui eu dar aquela fuçada marota, porque em poucos cliques a gente já descobre de um tudo (se as configurações de privacidade permitirem rs).

Claro, quem procura, acha. E eu achei tudo o que não queria, mas já sabia o que seria — porque esse pessoal dumal sempre vem num pacote assim: comentários odiosos contra mulheres, todas as minorias existentes, apoio à violência deslavada e talz.

Não vou mentir. Fiquei meio borocoxô (alma idosa aqui, melhor modernizar). Fiquei meio down (agora tô xovem). Pronto. Fiquei meio down.

Até escrevi algo no muro das lamentações do Zuckerberg (#ChorarNoFeicePrazamigueAprochegadaDe1JeitoTruqueiroENãoPúblico), mas o que me levou a escrever hoje foi exatamente o resultado do post.

E não foi nenhuma surpresa quando algumas almas iluminadas enviaram mensagens, por inbox ou no mural, pra deixar uma palavra positiva, confortar, rir da desgraça (porque é o que nós brasileiros fazemos melhor: rir pra não chorar), trocar experiências, aconselhar.

Deu pra sacar, né? Gente boa e dubem exercendo a bondade. Que surpresa!

Portanto, minha primeira reflexão de 2016 é aprimorar o meu próprio ponto de vista — e convido quem quiser pra tentar também.

A gente pode muito bem pensar que tá tudo um caos horroso, o país tá na pindaíba, o mundo tá cheio de gente odiosa, gourmetizado, cag*ndo e andando pros problemas alheios. Pode.

Deve? Hum…

Meu desejo pra 2016 — além de ganhar muito dinheiro, porque dinheiro pra mim nunca é demais, já que preciso compensar uma infância humilde rs — é tentar focar mais amor no tal plexo solar que a Suzete-licious me falou: enxergar o copo metade cheio, ver que tá cheio de gente do bem por aí, tentar fazer o bem sem dizer a quem. ‘Sas coisa aí.

E de quebra aprendi que os exus são mensageiros celestiais, guerreiros e protetores, responsáveis pela comunicação entre humanos e Orixás. Ou seja, chega de chamar gente má de exu que é ofensa com os coitados que estão trabalhando tão bem pra manter a ordem neste mundinho!

Feliz 2016: ano do macaco de fogo. Segurem essas marimbas, monamús! Fogo de Santa Cher pra todos e vambora fazenu!

Macaco de fogo
Macaco de fogo danado, pra 2016 ficar odara.
Anúncios

5 comentários sobre “Macaco de fogo, muro das lamentações e plexo solar

  1. Hhahahahha amo choro internetês!!!!!!!! E acho que doaria algumas roupas e daria alguns drinks para que eu tivesse coragem de me meter no tarot e nas magias primas para poder saber do meu futuro ano. Mas sou um bebê chorão. Mamãe nunca me deixou meter mão no fogo porque sabia que ia me queimar e chorar durante semanas. Tenho medo de ir ao encontro da verdade e sentir saudade das mentiras. Então fico aqui na minha, meditando com pedras e tomando chá.

    Bom atual ano para ti!
    Bastante amor.

    Abraços,
    http://importunobruno.blogspot.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s